Resumão: O Serviço Social na Contemporaneidade - Trabalho e Formação Profissional

Blog de blogdoassistentesocial :Blog do Assistente Social, Resumão: O Serviço Social na Contemporaneidade - Trabalho e Formação Profissional

A autora Marilda afirma que é necessário no processo de amadurecimento do Serviço Social, romper com o profissionalismo estreito, com a preocupação da especificidade, com o recorte do terreno próprio. Os limites e possibilidades são historicamente diferenciados, cabendo ao agente profissional acompanhar atentamente diferenciados, os movimentos da realidade social, compreender essa dinâmica é passo fundalmental mas, faz-se necessária a inscrição de projetos profissionais antenados com o nosso tempo.

O movimento de Reconceituação - Fenômeno na América Latina - critica ao tradicionalismo profissional (englobando a estrutura teórica, técnica e política). São caracterísitcas comuns nesses países.

Uma ordem de preocupação desse movimento foi o de politizar a ação profissional, conectando-a ao projeto de "libertação dos oprimidos", via uma transformação radical da sociedade - Outra perspectiva era com a delimitação de um campo científico para o Serviço Social (a necessidade de circunscrição de um objeto e metodologia próprios).

A Universidade foi chamada para repensar seu processo profissional na direção de qualificação dos agentes, incentivo a pesquisa e produção dos conhecimentos, estímulo ao debate contemporâneo em consonância com a realidade social.

José Paulo Netto diz o seguinte:

Movimento de Reconceituação - 3 claras perspectivas:

- Perspectiva Modernizadora (tendência funcionalista),

- Reatualização do Conservadorismo (tendência fenomenológica),

- Intenção de Ruptura (Influência pelo Marxismo).

A tendência - Intenção de Ruptura - iniciou-se num contexto extremamente desfavorável ao livre debate - A Ditadura Militar (as idéias e práticas que fossem discordantes do status quo).

Marxismo foi via do filtro da prática político - partidária que o Marxismo passou a influenciar o Serviço Social e trouxe alguns problemas:

1 - Identidade entre prática profissional e militância político partidária (o voluntarismo desconsiderava o movimento histórico e a correlação de forças);

2 - Recusa do espaço institucional (desconsideração do papel e as demandas que o Serviço Social tinha que responder);

3 - A recusa da prática profissional ditada pela visão de que a Instituição apenas reproduzia a ideologia dominante (ruptura da intervenção);

4 - A ação político - moral não ajudou no desvendamento dos fundamentos do tradicionalismo profissional;

5 - Ausência de consciência teórica capaz de desvendar as relações sociais na sua contradição.

Blog de blogdoassistentesocial : Blog do Assistente Social, O Serviço Social na Contemporaneidade - Trabalho e Formação Profissional

Considerando que a Realidade/ Sociedade é contraditória, podemos entender os limites e possibilidades da ação profissional.

Não houve crítica sobre o conhecimento acumulado historicamente, redução da capacidade explicativa/ operativa da teoria de Marx no entendimento de nossa profissão.

Dois dilemas existentes até hoje em nosso meio:

Fatalismo e Messianismo

Fatalismo: Nada é possível ser feito.  

Messianismo: idealismo (pensar na mudança é suficiente para que ela ocorra). O profissional hipertrofia suas possibilidades para muito além do que seu mandato Institucional lhe permite.

Ambos = Ausência da perspectiva da história.

OBS: Marilda diz o seguinte - ficamos escondendo nossa não competência atrás destes discursos.

Iamamoto diz que a perspectiva Intenção de Ruptura consegue se tornar hegemônica a partir do processo de redemocratização da sociedade brasileira (fins de 70 e início de 80). Ano 1979 - início de 80. (Crítica na hIstória profissional, reflexão dos fundamentos) - Livros: "Crise e Legitimidade do Serviço Social" e "Serviço Social e Relações Sociais no Brasil."

O Movimento de Reconceituação nessa última década foi caracterizado a partir da relação (continuidade e ruptura):

a - Resgate da Inspiração do próprio Marx/Desvelamento da realidade social, inserido na profissão/ Retomada de um espírito crítico no trato com o conservadorismo histórico da profissão (Continuidade).

b - Desdobrou-se na superação da própria reconceituação (ruptura)

c - Redimensionar as interpretações acerca do significado social do Serviço Social/ Alargamento dos fenômenos/ Intervenção (ruptura)

d - Crítica Marxista ao próprio Marxismo e crítica dos fundamentos do conservadorismo (ruptura).

Blog de blogdoassistentesocial : Blog do Assistente Social, O Serviço Social na Contemporaneidade - Trabalho e Formação Profissional

Debate - Serviço Social no campo da tradição Marxista - Duas Grandes Temáticas:

1 - A crítica teórica-metodológica do conservadorismo e do Marxismo vulgar (método, teoria e história) - redimensionadas - revisão curricular.

2 - Análise - Crítica acerca dos fundamentos históricos de surgimento do Serviço Social Brasileiro (Ressurge enquanto estratégia de classe - manutenção da ordem social/ Defesa dos interesses da classe trabalhadora ao intervir na execução das políticas públicas).

Contraditoriedade das Relações Sociais (permite superarmos uma leitura unidirecional).

Tanto o surgimento quanto o desenvolvimento da profissão - sempre estará conectado ao Movimento da realidade social Brasileira (influências externas/internas).

As outras 2 perspectivas do Movimento de Reconceituação não teceram uma análise tão profunda de nossa profissão.

A impossibilidade é justificada pelo quadro teórico, político e técnico que as subsidia.

Foi somente no interior da tradição Marxista que foi possível o alargamento dos eixos temáticos:

- A natureza do estado brasileiro na idade do monopólio;

- O significado das políticas sociais no estado Capitalista;

- Análise de conjuntura/ correlação de forças;

- O papel dos Movimentos Sociais (redemocratização da sociedade brasileira);

- Democracia/ Cidadania/ e Direitos Sociais.

Blog de blogdoassistentesocial : Blog do Assistente Social, O Serviço Social na Contemporaneidade - Trabalho e Formação Profissional

A concentração de estudos sobre o Estado e as políticas públicas, tem secundarizado o estudo sobre a sociedade civil, tem trazido problemas de ordem teórico - metodológica.

Considerar que as políticas públicas são a grande solução para a classe trabalhadora, é ficar de frente para o Estado e de costas para os trabalhadores e os não trabalhadores (os que estão fora do mercado formal de trabalho).

Conclusão:

Marilda Iamamoto sinaliza que desconhecemos os modos de vida dos subalternizados, que são os protagonistas da história, são menosprezados pelo Serviço Social. Se quisermos ganhar visibilidade e legitimidade temos que buscar conhecer suas condições de vida, trabalho, cultura, formas de resistencia. Trazer esse conhecimento para o campo Insvestigativo e Interventivo.

Resumão feito pela assistente social Renata Godoy.

Bibliografia: O Serviço Social na Contemporaneidade - Trabalho e Formação Profissional, de Iamamoto, Marilda.

América Latina, assistente social Renata Godoy Martins de Melo, cientificidade, metodologismo, Movimento de Reconceituação, projetos sociais, realidade social, serviço social, Serviço Social e Contemporaneidade, trabalho, Trabalho e Formação Profissional, visibilidade

sábado 23 junho 2012 02:05 , em Categoria Social - Serviço Social



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para blogdoassistentesocial

Precisa estar conectado para adicionar blogdoassistentesocial para os seus amigos

 
Criar um blog